Sexta, 20 de Maio de 2022
98984244732


Justiça Tocantins

Seciju realiza ampliação da sede da Fazenda Agropecuária Penal de Cariri em parceria com o Poder Judiciário

Com início em dezembro de 2021, obras incluem a construção de duas salas de aula, sala para os professores e uma lavanderia

17/01/2022 15h15
Por: R10 Maranhão Fonte: Secom Tocantins
A ação conta com a mão de obra de oito custodiados - Foto: Seciju/Governo do Tocantins
A ação conta com a mão de obra de oito custodiados - Foto: Seciju/Governo do Tocantins

Com o propósito de investir na infraestrutura dos estabelecimentos penais, a Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju), em parceria com o Tribunal de Justiça do Tocantins, iniciou a construção de mais espaços voltados para reintegração social dos custodiados na nova sede da Fazenda Agropecuária Penal de Cariri do Tocantins. As obras começaram no dia 12 de dezembro, com a mão de obra de oito custodiados que, além de contribuir com a otimização do estabelecimento penal, podem ter o direito à remição de pena.

Estão sendo construídas duas salas de aula, sala para os professores e uma lavanderia para uso dos custodiados. Integrando o Plano de Reestruturação do Sistema Penal, a sede da Fazenda foi inaugurada recentemente e conta com uma área total de 24 alqueires, com capacidade para 30 custodiados. Além disso, a Unidade desenvolve, por meio do programaNovo Tempo, projetos de suinocultura, criação de gado, além de sistema de produção de hortaliças e pomar com mais de 200 mudas frutíferas e revitalização do tanque de piscicultura.

O chefe da Fazenda, Paulo Sérgio, enfatiza que as obras contam com a participação também da Central de Penas e Medidas Alternativas (Cepema) de Gurupi. “Temos trabalhado com a Central de Execuções de Penas e Medidas Alternativas de Gurupi, e as obras têm o apoio da Juíza titular da Comarca de Gurupi, Edilene Pereira de Amorim, que está contribuindo com os materiais de construção”, informa.

Segundo a juíza Edilene Pereira de Amorim, a parceria entre o Poder Judiciário e o Sistema Penal tem gerado resultados positivos. “Permitir a reinserção social dos presos faz parte da nossa colaboração, o chefe da Unidade solicitou nossa ajuda e achamos pertinente contribuir. Também pretendemos ofertar capacitações, em Direitos Humanos, fortalecendo a reintegração desses custodiados”, ressalta.

A reintegração, por meio do trabalho, é um dos pilares do Sistema Penal do Estado, e, conforme ressalta o chefe da Fazenda, as atividades de construção desenvolvidas pelos custodiados vão auxiliá-los em seu retorno à sociedade. “Pelo trabalho, custodiados estão se capacitando, se mantendo ocupados e aprendendo uma profissão para ter espaço no mercado de trabalho”, afirma.

Para o custodiado D.P.C., de 42 anos, que está trabalhando pela segunda vez nas obras de construção da Fazenda, é gratificante poder utilizar seus conhecimentos para contribuir com melhorias na Unidade. “Como já trabalhei de pedreiro lá fora, estou praticando mais na área da construção civil e ajudando no desenvolvimento da obra, para quando sair do Sistema dar continuidade a esse trabalho”, explica.

Colaboração: Lauane dos Santos/Governo do Tocantins

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias