Início Política Prefeito do PT e toda família são presos por corrupção no Piauí

Prefeito do PT e toda família são presos por corrupção no Piauí

1441
0

O vice-prefeito de Bertolínia, Geraldo Fonseca Correia, aguarda o presidente da Câmara Municipal de Vereadores cumprir a determinação para que seja empossado na prefeitura da cidade após a prisão do Prefeito do PT Luciano Fonseca durante a operação ‘Bacuri’, do Grupo de Atuação Especial de Repreensão ao Crime Organizado (GAECO). As informações são do portal Cidade Luz.

Veja também: Presidente do PSB descarta apoiar candidatos do PT na eleição de 2020

A gestão de Luciano Fonseca (PT) estava tão bagunçada que até a energia do prédio da prefeitura, a Equatorial cortou por falta de pagamento. O promotor responsável pelas investigações determinou o afastamento imediato do prefeito Luciano Fonseca de Sousa de suas funções. O Presidente da Câmara Municipal da cidade foi notificado para dar posse ao vice-prefeito.

Veja também: “Me masturbo desde criança”, diz atriz da Globo que choca a internet

Veja também: Vestida de noiva, mulher foge com amante e deixa noivo no altar, veja vídeo 

O prefeito Luciano Fonseca (PT), do município de Bertolínia, Sul do Piauí, e familiares, foram presos na manhã de terça-feira (03/12) durante a operação ‘Bacuri’, do Grupo de Atuação Especial de Repreensão ao Crime Organizado (GAECO).

Foi dado cumprimento a mandados de prisão expedidos pelo Tribunal de Justiça do Piauí,  além de busca e apreensão nos municípios de Bertolínia, Sebastião Leal e Teresina.

Além do prefeito Luciano Fonseca, que foi alvo de um mandado de prisão preventiva, são alvos de mandados de prisão temporária:

  • Ringlasia Lino Pereira dos Santos (esposa do prefeito);
  • Eliane Maria Alves da Fonseca (mãe do prefeito);
  • Richel Sousa e Silva (primo do prefeito);
  • Aluízio José de Sousa (pai do prefeito);
  • Max Weslen Veloso de Moraes Pires (procurador do município);
  • Rodrigo de Sousa Pereira (assessor especial do prefeito);
  • Ronaldo Almeida da Fonseca (comissionado);
  • Kairon Tácio Rodrigues Veloso (primo do procurador do município).